Oker


Na cena do graffiti nacional, Oker (Mário Fonseca) dispensa apresentações. O seu estilo distinto, outlines precisos e imaginação fértil tornam-no num dos principais writers do Porto e um dos ilustradores mais versáteis da nova vaga que assola o país. Actualmente, o seu trabalho reflete-se em várias áreas: Graffiti, Arte Urbana, Ilustração, Design Gráfico e Fotografia. A versatilidade é algo que define o trabalho de Oker, procurando mostrar diferentes abordagens estéticas nas suas obras mas mantendo uma linguagem muito própria, perfeitamente distinta dos demais profissionais do ramo, suscitando interesse de grandes marcas como a Super Bock ou a Red Bull. Visualmente é uma lufada de ar fresco, começando nas letras coloridas do graffiti e continuando na ilustração com linhas orgânicas e personagens animadas, combinando formas e texturas abstratas que dão às suas composições uma aparência limpa. Oker é um daqueles artistas que faz o desafio mais complexo parecer uma brincadeira de crianças.

  • 1
  • 2